RÔIA | Trilheiro Ruim, Empata Trilha, O Que é e Como Identificar

O Rôia é um sujeito muito comum nas trilhas. Toda turma tem pelo menos um Roia. Tem turma que tem mais de um, às vezes, a turma toda é de Roias. O nome "Roia" na verdade quer dizer ROLHA, como os mineiro dizem "roia". O cara é chamado de Roia porque tá sempre atrapalhando a galera passar, é como se tivessem colocado uma "rolha" no caminho. Mas não importa o nome, a "perícia" do "piloto" é sempre a mesma: nenhuma. Vale lembrar que em São Paulo, este tipo de piloto é conhecido como “Mamão”. No Paraná e o Grosso, são chamados de “Fracassados” e no Rio de Janeiro, o apelido é “Prego”. Além de mané, zé ruela e outros, dependendo da região do Brasil.

A Origem do Termo Rôia

Segundo o Jeca Jóia, o pai do termo Rôia é o trilheiro Juninho Highlander de Divinópolis (região oeste do estado de Minas Gerais) que lhe contou a seguinte história:“Estávamos em uma turma de 5 treieiros, em Divinópolis, fazendo uma trilha com uma cava em subida. Só passava um de cada vez, e durante todo o passeio – até aquele momento – todos estávamos andando bem. De repente, no meio da cava, um colega nosso de trilha, agarrou com a moto no meio da cava. Todos que estavam vindo em seguida tiveram que parar suas motos, e esperar… E não tinha como ir ajudar, pois onde ele agarrou, somente passava uma moto, e o morro era bastante inclinado, impedindo que deixássemos nossas motos paradas para ir ajudá-lo. Foi aí que gritei: “Ei, você tá atrapalhando nossa passagem, tá parecendo uma rolha, tampando a saída da trilha!”" Daí, de rolha, aos poucos, o “mineirês” foi transformando a palavra em “rôia”. E assim ficaram conhecidos os “tranca trilhas” das Minas Gerais.

Depoimento de um Rôia

Como Identificar um Rôia

  • Rôia sempre coloca a culpa na moto. Sempre foi o freio que falhou, o motor que engoliu o caroço, a moto que estava desregulada. A culpa nunca é dele.
  • Sem dúvida a principal forma é ele não conseguir vencer os obstáculos da trilha, mesmo os mais fáceis.
  • Quando todos da turma passam numa trilha pela direita, vem o rôia e tenta passar pela esquerda. Eu disse "tenta"...
  • Rôia sempre chega antes da hora marcada. Ele tem medo de que, se ele atrasar, ninguém o espere.
  • Quando rôia atola ou fica agarrado naquele barrinho, fica com aquela cara de "bunda" olhando para você.
  • Quando você resolve ajudá-lo, ele já vai saindo e dando a moto para que você a tire para ele.
  • O máximo que rôia faz para tirar a moto de um atoleiro é ficar gemendo atrás da moto, fingindo que está empurrando.
  • Quando a turma resolve dar um "gás", ele fica prá trás. Quando a turma breca para esperá-lo, ele vem com tudo e sempre bate atrás de alguém, e depois fala que o freio falhou.
  • Rôia nunca leva a moto no mecânico, pois ele sabe que você consegue arrumar a moto dele na trilha, mesmo que leve 2 horas para isso...
  • O cara vem andando lá atrás e vê todo mundo na frente erguendo o braço. Claro que, como bom rôia, ele acha que todos estão cumprimentando alguém e não diminui a velocidade. O resultado é fácil de saber: todo mundo tem que voltar para tirar o rôia de dentro da erosão...
  • O rôia sempre acha que não precisa de água na trilha e sempre diz coisas do tipo "Não sei como vocês conseguem andar com essa 'mochilinha' nas costas com esse calor !". Claro, no final das contas a sede aperta e ele vem voando dar uma "bicada" no camelbak dos outros. Sem contar que ele bebe MUITA água, deixando os amigos passando sede por causa dele...
  • Ele começou a andar agora, não conhece nada na trilha, mas quem vai lá na frente é sempre ele, jogando poeira e barro na sua cara e toda hora você tem que gritar para o rôia que o caminho é para cá e não para lá.
  • Quando a turma está passando devagarinho na porta da casa daquele sitiante bravo, que há um tempão vocês estão tentando conquistar a amizade, prá ver se ele deixa vocês passarem por lá, o rôia vem que nem um "retardado", chutando o cachorro de estimação do homem, ou então passa em cima de alguma galinha.
  • De tanto ajudá-lo, quando acaba a trilha você está morto, chega em casa não aguenta nem abrir o portão. E, com certeza, ele vai te sacanear, te chamando de velho, falando que você não aguenta nada...
  • Quando você está numa estradinha de terra, curtindo e andando forte, você olha lá na frente e não acredita. Quem você vê? O rôia, andando a uns 15 km/h... Pode tirar a mão porque, a hora que você for passá-lo, com certeza ele vai se assustar, mudar de lado na estrada e se enroscar em você. Aí é chão certo...
  • Tem também aquele rôia que fica sempre para trás na trilha; porém, quando chega no estradão que todos estão indo mais devagar por causa da poeira, lá vai o rôia acelerando na frente prá "mostrar habilidade" e acaba mandando poeira em todo mundo.
  • Suponhamos que a turma desceu por uns 20 min por aquela trilhinha encardida, só de pedra e mais pedra. Depois de erguer o figura umas dez vezes (porque ele vive caindo), vocês resolvem parar para tomar um fôlego e percebem que o rôia não está com vocês, ficou para trás... Passam uns 10 minutos e nada, o cara não aparece... A turma fica preocupada e resolve voltar e encontra o cara parado, tentando fazer a moto pegar. A danada não pega. Aí vai um tenta, vai outro tenta e nada... Aí vem o veredicto: acabou a GASOLINA.
  •  O rôia compra uma moto 2 tempos e, pra variar, na hora de abastecer ele não faz a menor idéia do que signifia a proporção 60:1, ou 1,5% e seus amigos que têm que fazer as contas prá saber quanto ele vai colocar de óleo 2T. Só que rôia que é rôia não faz a mistura direito e, 10 minutos depois, ele está parado com a vela encharcada... Claro que ele tem vela de reserva, mas onde está a chave de vela ?
  • Se você o leva numa prova de Enduro de Regularidade então é a morte, com certeza quem vai ter o trabalho de ler a planilha toda é você. Ele só vai se enroscar em tudo quanto é atoleiro, fazendo com que vocês cheguem por último, se não abandonarem a prova.