KTM Anuncia Que Esta Fora do Rally Dakar 2010

Despres Piloto Oficial da KTM no Dakar 2009

Despres Piloto Oficial da KTM no Dakar 2009

A KTM anunciou que não participará do Rally Dakar 2010 que será realizado novamente na América do Sul. A marca campeã das últimas 8 edições da prova tomou essa decisão após o anuncio da ASO, empresa organizadora do evento, que em 2010 apenas motos de até 450 cilindradas serão admitidas na competição.

Em nota divulgada a marca Austriaca afirma que “A decisão repentina tomada pelos organizadores, desenhada para acabar com o domínio da KTM, e que chegou sem nenhum aviso prévio, prejudica gravemente os interesses de nossa marca. Nestes momentos, restando apenas seis meses para a realização da prova e, quando não somente a equipe oficial como também uma grande quantidade de equipes privadas se encontravam em plenos preparativos para esta tão complicada competição, a única resposta possível é a retirada da competição da marca líder mundial no motociclismo off-road.”

“Toda regulamentação de um esporte precisa considerar mudanças e ajustes que visem manter as competições interessantes, mas estas mudanças requerem um tempo adequado. Nós temos todo um material empregado para motos de Rally 690 para a nossa equipe de fábrica, assim como para outros 50 clientes. Contratos com pilotos estavam assinados e todos os membros da equipe contratados. As consequências financeiras que resultam desta decisão são enormes. Além disto, nós estamos chocados com a falta de lealdade dos organizadores, ainda mais considerando os grandes esforços que nós fizemos logo após o cancelamento do Dakar 2008 e pela contribuição que demos para a realização da nova edição, mesmo durante um período de extrema crise economica”, disse Heinz Kinigadner, Conselheiro da KTM Motor Sport.

A KTM que costumava disputar o Rally Dakar com motos com motores 690cc não estará representada oficialmente na edição 2010 do Dakar e nem mesmo apoiará equipes não oficial. Em contrapartida pretende se focar no Campeonato Mundial de Rally.

“O esporte de Rally serve para provar a eficiência e a confiabilidade do grande volume de motos da nossa série monocilíndrica. Não há dúvidas de que nós permaneceremos no esporte de Rally. Nós agora vamos nos concentrar no Campeonato Mundial de Championship e analisaremos outras alternativas.”, afirmou Winfried Kerschhaggl, Diretor da KTM Motor Sport.

VN:F [1.9.22_1171]

O que achou? Avalie

Rating: 0.0/5 (0 votes cast)

Comments

  1. xara says:

    É uma pena. A KTM ta muito forte e acho que foi mesmo pra derrubar. pode perder a graça… e logo agora que veio pro nosso quintal. Tomara cheguem num acordo.

Speak Your Mind

*